PDF Imprimir E-mail
Ter, 07 de Junho de 2011 19:13


O que é necessário para receber os dados?


Chave EKU (EUMETSAT Key Unit)

A chave EKU tem por finalidade autenticar a estação para o recebimento dos dados EUMETCast. A chave é um dos principais equipamentos da montagem da estação, ela faz parte da licença adquirida pelo usuário com EUMETSAT.

 

placaDVB

Figura 1 – Chave EUMETCast Key Unit (EKU).


Placa de recepção DVB: receptor de sinal

A placa DVB SkyStar 2 TV PC é o coração do sistema EUMETCast, responsável pela recepção de sinal. Esta placa está especialmente concebida para a recepção de informação via satélite, seguindo os padrões comerciais DVB para transmitir arquivos de produtos. No Brasil, a frequência de transmissão de dados via sistema EUMETCast é de aproximadamente 2.5 Megabits por segundo.

 

placaDVB

Figura 2 – A placa DVB SkyStar 2 PCI da TechniSat.

 

O software básico necessário para a recepção de informação via DVB é desenvolvido pela TechniSat, sendo comercializado pela EUMETSAT. Assim, é necessário o pagamento de uma licença de usuário à própria EUMETSAT. Depois, se o registro foi aceito, o usuário receberá a unidade de desencriptação dos dados recebidos, bem como o software de cliente Tellicast enviados pela EUMETSAT. Com eles, a placa de recepção transforma-se num potente sistema de recepção de imagens MSG. A informação transmitida pelo MSG para Usingen, posteriormente processada, comprimida e codificada em arquivos de dados, é adicionada ao sistema EUMETCast e enviada para o satélite retransmissor (SES6), em pequenos arquivos de dados. Isso significa que qualquer antena parabólica (2,40 m) em qualquer cidade do Brasil pode captar esse sinal. Assim, o sinal emitido pelo NSS-896 excita a antena de recepção e, após amplificação, é captado pelo receptor LNB, que possui a largura de banda suficiente para receber as imagens MSG. Posteriormente, o software de processamento faz uso da aquisição de sinal, via placa DVB instalada no computador, para decodificação do sinal, permitindo a visualização das imagens MSG.

 


Antena de Recepção

A configuração operacional do sistema de transmissão EUMETCast depende da cobertura geográfica do DVB, que é determinada pelas características do satélite retransmissor: um à Europa através da plataforma Hotbird-6 que funciona na banda KU; outro à África através do satélite AtlanticBird 3 que funciona na banda C; e o último à América através do satélite NewSkies SES 6 que funciona na banda C, permitindo assim que cada estação receptora consiga manipular de maneira satisfatória esses dados conforme as suas necessidades ou interesses.

 

Antena

Figura 3 – Antena parabólica (2,40 m).

 


O que é LNBF?

É uma peça que fica na ponta de uma haste no centro da antena. Ela serve para captar o sinal enviado pelo satélite, que, através do LNBF, é enviado para o receptor. Existem vários tipos de LNBF, porém para Banda C os mais comuns são: monoponto (suporta apenas um receptor) e multiponto (suporta vários receptores).

 

LNBF

Figura 4 – LNBF.

 


O que é Polarização?

É a posição que o sinal transmitido pelo satélite vai chegar a Terra. Existem quatro tipos de Polarização: Horizontal (H) / Vertical (V) e Direita (R) / Esquerda (L). As Polarizações Horizontal / Vertical existem apenas nos satélites que transmitem em LINEAR, já as polarizações Direita/Esquerda só existem nos satélites que transmitem em modo CIRCULAR.

Para captar satélites (SES 6) em CIRCULAR, é necessário fazer uma adaptação no LNBF. O sinal é recebido pela antena (mais precisamente pelo LNBF), que transforma esse sinal em uma frequência mais baixa e envia para o receptor através de um cabo (cabo coaxial).

 

Horn

Figura 5 – LNBF (polarização circular)

 

Valid XHTML and CSS.